Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

Colorado

Inter faz último treino nesta terça antes de enfrentar o América-MG

Foto: Ricardo Duarte/Internacional

Diego Aguirre quer manter o mesmo ímpeto contra o América-MG

O elenco do Internacional se reapresentou na manhã desta segunda-feira, 11, no CT Parque Gigante. Após a atividade regenerativa em decorrência da vitória por 5 a 2 sobre a Chapecoense. A escalação para enfrentar o América-MG na quarta-feira, 13, às 21h30, no Beira-Rio, será definida na tarde desta terça-feira, 12. Edenilson segue a serviço da seleção brasileira e será o único desfalque do time titular.

O técnico Diego Aguirre exaltou a atuação do centroavante Yuri Alberto. “O Yuri Alberto não me surpreende. Tenho falado muito dele. É um menino excelente, como pessoa e como profissional. Ele tem muitas condições. É um artilheiro, um número nove com muito futuro. Ele tem uma personalidade e uma determinação. Não tenho dúvida de que é um jogador muito bom”, disse.

Matheus Cadorini, de 19 anos, substituiu Yuri Alberto e marcou o último gol. Ele foi elogiado por Aguirre. “A primeira coisa que temos de valorizar é o trabalho da base. Toda a semana temos informações. Os meninos sempre participam dos treinos. As informações que tínhamos dele eram muito boas. O Julinho (Camargo) me falou que podeira utilizá-lo tranquilamente. Foi muito boa a estreia do Cadorini. Fico feliz por ele. Ganhamos uma alternativa a mais”, afirmou.

O treinador também destacou o retorno do torcedor colorado. “Voltar para o Beira-Rio com torcida é outra coisa. Fiquei feliz pelo que o time apresentou. Acho que tivemos uma conexão com a torcida. Os jogadores também estavam felizes e fizeram um grande jogo. Depois de muito tempo, foi um momento especial. Os jogadores tiveram um ótimo rendimento”, avaliou.

Yuri Alberto levou a bola para casa após o hat-trick
Foto: Ricardo Duarte/Inter

Aguirre comentou que a equipe fez um primeiro tempo praticamente perfeito, mas que o foco não foi o mesmo na etapa final, quando o adversário marcou dois gols. Ele ainda explicou sobre as trocas realizadas. “Aproveitei para dar oportunidades e fazer as cinco trocas. Temos uma sequência de oito jogos atuando no fim de semana e na quarta-feira. Foi um bom momento para dar um descanso a alguns atletas e também oportunidade aos meninos. Aproveitei também para testar algumas ideias, como o Paulo Victor na segunda linha. Também dei minutos ao Boschilia. Obviamente o time sente, mas temos de continuar trabalhando para que todos estejam prontos”, concluiu.

Taison reencontrou os torcedores no Beira-Rio após 11 anos. O jogador também manifestou apoio ao árbitro Rodrigo Crivellaro Dias. “Voltar a jogar no estádio onde me criei, com minha família acompanhando… Não falando mal da Chapecoense, mas levar dois gols (no segundo tempo) fica difícil o jogo. Estamos de parabéns, agradecer ao torcedor que veio e nos apoiou. Mandar mensagem também para o árbitro que foi agredido. Força a ele”, resumiu.

Foi o primeiro jogo de Taison com torcida após o retorno ao clube
Foto: Ricardo Duarte/Inter

Mais sobre

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.