Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

BRASILEIRÃO

Mancini: “Não tenho dúvidas que vamos seguir na Série A”

Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Faltando doze jogos para encerrar sua participação no Brasileirão, o Grêmio segue na complicada zona do rebaixamento, após 26 partidas disputadas e 26 pontos ganhos, aproveitamento de 33,3% na competição.

O time é 19º colocado, e está a três pontos de sair da zona do rebaixamento. O primeiro fora do Z4 é o Santos, com 29 pontos em 27 jogos, um à mais que o tricolor gaúcho.

Na noite desta segunda-feira, 25, em sua segunda partida como treinador gremista após a demissão de Luiz F. Scolari, o técnico Wagner Mancini viu pontos positivos no Tricolor, mesmo com a derrota por 2 a 0 para o Atlético Goianiense, no Estádio Antônio Accioly, em Goiânia.

Mancini pediu calma à torcida gremista e se mostrou confiante na retomada do elenco no Brasileirão. “Não tenho dúvidas que vamos seguir na Série A. Não tenho dúvidas. Mas a gente tem que enfrentar essa guerra. Não são todas as batalhas que vamos vencer. Mas a gente vai lutar, e se tiver que derramar sangue azul aqui, vamos derramar” cravou o técnico na entrevista após o jogo, que relatou que falta ao seu time a melhora nas finalizações.

O treinador falou que o grupo sentiu muito a derrota em Goiânia. Ele disse ter gostado principalmente do primeiro tempo, e comparou a partida com o jogo contra o Juventude, onde acabou vencendo por 3 a 2 em casa. “A postura foi diferente. O primeiro tempo muito bem jogado, com chances reais de gol. Algumas escolhas equivocadas mas sigo acreditando muito, pela desenvoltura. Vi um elenco que sentiu a derrota e está inconformado, e isso é importante para passar quem está do lado de fora”.

Mancini disse que não se preocupa exclusivamente com o setor defensivo ou ofensivo, mas com a equipe como um todo. Ele também pediu calma à torcida. No próximo domingo, o Grêmio recebe o Palmeiras na Arena.

“É necessário dizer que o Grêmio não tem condições de resolver o problema da temporada em uma ou duas partidas, isso leva tempo. O peso é muito grande, sabemos que temos que reagir, tirar força para ter uma postura melhor a cada jogo. Vi hoje muito semelhante no primeiro tempo do juventude, onde fizemos 2 gols no primeiro tempo. Hoje a gente finalizou mais e não conseguiu fazer, por isso fomos derrotados”.

O comandante tricolor terá pelo menos cinco desfalques contra o Palmeiras no domingo, 31, quatro por cartões: Ferreira, Rafinha, e Luiz Fernando, que tomaram o terceiro amarelo, e Paulo Miranda, expulso contra o Atlético-GO. Borja, por ainda ter vínculo com o Palmeiras, está impedido por contrato de participar da partida, que começa 16 horas, com transmissão da Rádio Gazeta e do Portal Gaz.


Mais sobre

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.