Close sidebar

Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

Eu, Gourmet

Prato do dia: como fazer deliciosas empanadas de carne

A empanada nasceu na Pérsia há centenas de anos. Foi levada para a Espanha e de lá atravessou o Atlântico, chegando à América junto com os colonizadores espanhóis. A palavra empanada vem de “inpanis” e “inpanata” e significa “transformar em pão”. Nascida simples, a massa recebeu manteiga, gordura e recheios mais criativos e se espalhou pelos demais países latinos, entre eles o Brasil.

A empanada se assemelha a pastéis de forno e pode ser recheada com carnes, legumes, frutos do mar, frutas, queijos, frutas secas ou cristalizadas, entre outras tantas coisas. Possui formato de meia lua e seu fechamento é um enrolado característico chamado de repulgue, só possível de se fazer com a mão. A seguir, saiba como preparar a empanada recheada com carne picada.

LEIA MAIS: Eu, gourmet: as codornas recheadas e flambadas

Com o que e como fazer

INGREDIENTES
Massa
300ml de água
100g de manteiga derretida
2 colheres de chá de sal
600g de farinha de trigo
2 colheres de chá de fermento em pó
4 gemas peneiradas (para pincelar as empanadas antes de assar)

Recheio
300g de carne bovina magra
3 colheres de sopa de azeite de oliva
1 cebola picada
1 dente de alho
1 cebola picada
1 colher de chá de cominho
Sal e pimenta do reino a gosto

LEIA MAIS: Eu Gourmet: aprenda a fazer um delicioso chorizo na brasa com queijo provolone

PREPARO
Recheio: pique a carne em cubos de cerca de meio centímetro. Em uma panela média, em fogo médio, doure a cebola e o alho no azeite de oliva e junte a carne mexendo sempre para ficar bem soltinha. Tempere com o cominho, a pimenta e o sal. Refogue brevemente, por uns dois minutos. Desligue o fogo e reserve, pois tem que ser usada fria.

Massa: em um recipiente, misture a água, a manteiga, o sal e o fermento e a farinha aos poucos até obter uma massa homogênea, não sovar. A seguir, envolva a massa em filme plástico e deixe descansar por 30 minutos na geladeira.

Montagem: após esse tempo, divida a massa em oito partes iguais (se preferir maiores, divida em seis partes). Abra os discos e recheie cada um. Feche as bordas, formando as empanadas. Arrume as empanadas lado a lado em uma assadeira, dando espaço entre elas. Pincele com a gema e leve ao forno médio (180 graus) preaquecido, por cerca de 20 minutos ou até que dourem. Sirva.

Confira receitas, crônicas e dicas de vinhos acessando o blog www.eu-gourmet.com

LEIA MAIS: Eu, Gourmet: aprenda uma deliciosa receita de yakisoba

Você sabia?

Os persas constituíram uma das mais importantes civilizações da Antiguidade. A Pérsia se localizava, principalmente, ao leste da Mesopotâmia, no atual território ocupado pelo Irã, que era chamado de Pérsia até 1935, quando mudou seu nome.

Os persas se estenderam por um largo território. Entre as suas conquistas, destacamos: a Babilônia, o Egito, os reinos da Lídia, Fenícia, Síria, Palestina e as regiões gregas da Ásia Menor.

Quem deu início ao Império Persa foi Ciro, o Grande (560 a.C – 529 a.C). Porém, o desenvolvimento da civilização se deve principalmente a Dario I, o Grande. Este foi o responsável por grandes construções, principalmente a Estrada Real, cujo objetivo era manter a hegemonia dos povos conquistados. Seguiram-se Dario I, Xerxes I, Artaxexes I até o último imperador, Dario III, derrotado por Alexandre, o Grande.

Fonte: www.todamateria.com.br

Fala, Baco

A Guatambu Estância do Vinho, de Dom Pedrito, na Campanha Gaúcha, lançou seu primeiro vinho em lata – muito comum na Europa, mas recente no Brasil. O foco mira o jovem consumidor, que está bebendo mais vinho desde o início da pandemia.

Segundo estudo da Dotz, os jovens de até 30 anos consumiram 38% a mais, o que indica uma mudança no comportamento de compra e hábitos de consumo. De olho nesse nicho, a Guatambu desenvolveu o Mysterius.

São duas opções: o Mysterius Veraz é um tinto seco (com 14% de graduação alcoólica), corte de Cabernet Sauvignon, Tempranillo e Tannat; e o Mysterius Intuição é um espumante (com 11,5% de graduação alcoólica) como deve ser: com aromas, borbulhas e todo o frescor.

E a safra 2020, considerada a “safra das safras” do vinho brasileiro, é que deu origem a eles. O Mysterius é um vinho em lata, que traz inúmeros benefícios: é reciclável e diminui o desperdício. Além disso, devido ao isolamento com o ambiente externo, a vedação à entrada de luz, a lata esfria mais rápido, protege a bebida dos raios UV e preserva todo o seu sabor. As ilustrações do recipiente são do artista plástico Fabio Issao.

Na harmonização, o Veraz vai bem com carnes assadas e legumes grelhados, queijos médios e vários risotos. Já o Intuição combina com canapés, saladas, frutos do mar e carne de frango. E lembre-se: se beber, NÃO DIRIJA!

LEIA MAIS: Aprenda a preparar uma colorida e saborosa salada grega

LEIA MAIS: Aprenda a preparar a maminha empanada em farinha de funghi secci

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.