Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

ATÉ JULHO

Prefeitura garante retirada de cabos em frente à Catedral São João Batista

Foto: Rafaelly Machado

Sessenta dias é o prazo que a Prefeitura de Santa Cruz definiu para que o serviço de retirada de cabos e postes dispostos em frente à Catedral São João Batista esteja concluído. Há quase dois anos, um imbróglio entre o poder público municipal e a concessionária RGE, que é responsável pela distribuição de energia elétrica e remoção desse cabeamento, impedia a retirada dos fios na Rua Ramiro Barcelos. Em dezembro de 2019, após diversos pedidos da comunidade, em especial de fotógrafos, com o objetivo de dar visibilidade ao templo quando fotografado a partir da Praça Getúlio Vargas, a Prefeitura encaminhou uma solicitação à empresa RGE.

No mesmo período, conforme o secretário municipal de Segurança, Transporte e Mobilidade Urbana, Everton Oltramari, a Prefeitura contratou a empresa Colibri, vencedora da licitação, para executar o serviço. O custo foi estimado em R$ 32,8 mil. No entanto, para que a ordem de início da obra fosse assinada, faltava a RGE fazer a retirada dos cabos que pertencem às operadoras de telefonia e de internet. Duas notificações às empresas foram feitas pela concessionária — a primeira em abril de 2020 e a segunda em setembro do mesmo ano.

LEIA TAMBÉM: FOTOS: a hora de retomar o projeto de tour pelas torres da Catedral

Contudo, a autorização por parte da RGE para que a Prefeitura realizasse a obra chegou apenas em março deste ano. “É um absurdo dizer que este impasse está desde 2019 e a maior culpada é a RGE, que não removia os cabos das operadoras. Não pode uma obra que é tão demandada pela população levar um ano e meio para sair do papel. Isso que não se trata de uma obra complexa”, destacou.

Oltramari explicou que até julho tudo deve estar pronto. A projeção se deve ao fato de a empresa Colibri, responsável pelo serviço, estar realizando atualmente a troca de lâmpadas de led do município. “Eles estão com uma demanda muito grande. Já fizeram a instalação de três postes, falta reinstalar o cabeamento do outro lado da praça e retirar os postes antigos. Mas estamos garantindo que tudo deverá ser feito dentro deste prazo”, destaca o secretário.


CONTRAPONTO

“A RGE esclarece que não tem responsabilidade pela retirada de cabeamentos de telefonia e outros serviços de comunicação dos postes compartilhados. A distribuidora, quando necessário, notifica as empresas responsáveis para que executem o serviço, conforme previsto em resolução. O corte deliberado desse cabeamento, sem conhecimento técnico ou planejamento, acarretaria em deixar clientes, incluindo a Prefeitura e demais serviços essenciais, sem o fornecimento de internet e telefone. A RGE ressalta ainda que o deslocamento de rede é de responsabilidade do Poder Público, conforme previsto na resolução 414. Assessoria de Imprensa RGE”


LEIA MAIS
RGE afirma que removerá fios da frente da Catedral
Contratada empresa que irá retirar fios em frente à Catedral

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.