Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

Santa Cruz

Residentes da Asan participam de tarde musical com o Projeto Carinhoso

Foto: Alencar da Rosa

Ecildo Schlosser, 81 anos, residente na Asan, acompanhou músicos com a gaita de boca

A tarde dessa quinta-feira, 17, foi de música e alegria para os 75 residentes da Associação de Auxílio aos Necessitados (Asan) de Santa Cruz do Sul. Por volta das 15 horas, o trio elétrico do Projeto Carinhoso estacionou no pátio da instituição, localizada na Rua Padre Luiz Müller, 491, Bairro Bom Jesus. Do alto de uma Kombi adaptada e cumprindo as medidas de segurança e distanciamento, a cantora Juliana Müller e os músicos Billy Vitale (violão e teclado) e Carlos Procat (baixo) apresentaram um repertório de quatro músicas – As Mocinhas da Cidade, Moreninha Linda, Carinhoso e Oh Isabella. Para assistir ao espetáculo, os idosos foram acomodados em bancos sob à sombra das árvores.

Impossibilitados desde março de receber visitas e viver experiências fora da Asan, por conta da pandemia, a iniciativa promovida pelo Sesc/RS e Secretaria Municipal de Cultura, com o patrocínio da Kopp Tecnologia, buscou proporcionar momentos de alegria aos idosos, como explica a agente de Cultura e Lazer do Sesc, Lisiane Santos de Vargas Camargo. “Queremos proporcionar lazer, entretenimento e cultura para aquelas pessoas que, muitas vezes, não têm acesso a isso. É uma forma de expressar afeto e carinho a elas”, conta. O projeto, que teve início em janeiro deste ano, teve que ser adaptado em razão da pandemia. “A proposta inicial era fazermos apresentações de dança, teatro e música e oficinas de artesanato. Enfim, uma tarde bem agradável. Mas tivemos que reduzir a apresentação a apenas três músicos em forma de trio elétrico.”

Do alto de uma Kombi adaptada para o projeto, músicos alegraram os 75 residentes

LEIA TAMBÉM: Com captação de energia solar, conta de luz da Asan deve cair 60%

Em meio à apresentação, o venâncio-airense Ecildo Schlosser, de 81 anos, que é residente na Asan há três anos, chamou atenção ao retirar de uma pochete uma gaita de boca e tocar junto com os músicos. “Eu gosto muito de música, e as apresentações que são realizadas aqui sempre nos trazem alegria, são muito boas. Quando eu era novo gostava muito de dançar e hoje sinto falta desta época”, diz.

Após a apresentação, que durou cerca de 30 minutos, o trio elétrico do Projeto Carinhoso partiu para o Residencial Geriátrico Carinho e Companhia, para uma apresentação no mesmo formato, realizada no pátio da instituição. Logo depois, foi a vez de demonstrar agradecimento em forma de carinho aos funcionários do Hospital Santa Cruz que trabalham na linha de frente contra o coronavírus. Até o fim do ano, o projeto pretende realizar uma apresentação por mês.

Doações

A Asan necessita de doações para manter o atendimento com qualidade. Segundo o coordenador Marco Moraes, todas as contribuições são bem-vindas. “A comunidade sempre nos auxiliou com muitas doações, mas neste período de pandemia tivemos uma redução significativa. Não estamos ainda com grandes dificuldades, mas a gente percebe que num futuro bem próximo, isso vai acontecer.” Entre os itens que a instituição mais necessita estão gêneros alimentícios, produtos de higiene pessoal e materiais como álcool, álcool em gel e luvas cirúrgicas. As doações podem ser entregues na portaria da instituição de segunda a sexta-feira, das 8 horas às 11h30 e das 13h30 às 17 horas. Informações pelo telefone 3713 3990.

LEIA TAMBÉM: Asan recebe doação de alimentos para os internos

Mais sobre

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.