Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

Transtorno

Segurados reclamam do atendimento do INSS em Santa Cruz

Foto: Banco de Imagens

Após meses de portas fechadas por causa da pandemia do coronavírus, as agências do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), que retomaram em setembro com parte do atendimento presencial e em outubro com o serviço de perícias médicas, ainda são motivo de reclamação. Isto porque para esse tipo de atendimento o segurado necessita fazer um agendamento pelo telefone 135 ou via aplicativo Meu INSS. Contudo, muitas pessoas estão tendo dificuldades para entrar em contato tanto por telefone quanto pela plataforma digital.

O frentista Gilnei Vicentini, de 52 anos, que reside no Bairro Renascença em Santa Cruz do Sul, é um deles. Em setembro, dias após se envolver em um acidente de trânsito quando se deslocava de casa para o trabalho, e fraturar duas costelas, Vicentini fez o encaminhamento de auxílio-doença. Agora, quase três meses depois, ele não dispõe de condições para trabalhar e ainda aguarda um retorno do INSS.

LEIA MAIS: INSS de Santa Cruz volta a atender de maneira presencial


“Eu me acidentei de moto e a empresa em que eu trabalho foi quem fez encaminhamento, mas até agora ainda não fui chamado para a perícia, nem sei como está minha situação. Ir até a agência não tem como por causa das minhas condições e também pelo fato deles estarem atendendo somente por agendamento, o que torna mais difícil. Tento ligar no 135 e cai em uma central e ninguém atende. E no aplicativo não sei fazer, é uma situação bem difícil, que deixa a gente apreensivo”, disse. Segundo ele, para sobreviver nestes últimos meses, a ajuda da mãe e da irmã que moram próximas tem sido fundamental.

O gerente da agência do INSS João Mário Werberich justifica que o atendimento na unidade é feito por agendamento, como forma de evitar aglomerações. “Não podemos aglomerar pessoas no espaço e desobedecer às orientações. Temos que prezar sempre pelo atendimento com segurança. Hoje, no presencial, temos disponíveis o serviço de perícia médica, atendimento social, reabilitação profissional e cumprimento de exigências, mas todos devem ser por agendamento ou solicitado por meio de seus sindicatos”, esclarece.

Além do telefone da central e do aplicativo, Werberich acrescenta que as ligações para a unidade podem ser feitas pelo 3711 3933. A agência fica na Rua Ramiro Barcelos,1.430, no Centro, e atende de segunda a sexta, das 13 horas às 17 horas.

LEIA TAMBÉM: INSS inicia notificação de beneficiários após revisão

Auxílio-doença

Sobre o encaminhamento de auxílio-doença do frentista Gilnei Vicentini, João Mário Werberich o orienta a agendar o quanto antes uma perícia presencial. “Ele possui um auxílio-doença por documento médico protocolado em 9 de novembro que ainda está pendente. Sugiro agendar pelo 135 uma perícia presencial na agência de Santa Cruz do Sul, para ajustar período e o valor da renda no benefício. Até porque a antecipação é apenas um mês e um salário mínimo”, esclarece.

LEIA MAIS: Apenas segurados agendados serão atendidos nas agências do INSS

Mais sobre

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.