Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

Publicidade

SANTA CRUZ

Veja o que disseram líderes de partidos sobre a operação que afastou vice-prefeito e secretários

Foto: Ronaldo Falkenback

Foto: Ronaldo Falkenback

O assunto de maior repercussão em Santa Cruz do Sul nesta terça-feira, 14, foi a Operação Controle, desencadeada pelo Ministério Público. A ofensiva mira uma organização criminosa, que seria responsável por fraudes em licitações, desvio de valores públicos e lavagem de dinheiro, causando prejuízo de R$ 47 milhões aos cofres públicos.

Um dos desdobramentos da operação foi o afastamento de servidores públicos, como do vice-prefeito e secretário da Saúde, Elstor Desbessel (Progressistas), do vereador e líder de governo, Henrique Hermany (Progressistas), secretário de Administração, Edemilson Cunha Severo, secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Marcio Farias Martins, secretário de Planejamento e Governança, Everton Oltramari, e o secretário de Segurança e Mobilidade Urbana, Valmir José dos Reis.

LEIA MAIS: “Nunca interferi em nenhum processo licitatório, nem como vereador e nem como advogado”, afirma Henrique Hermany

Publicidade

Diante da repercussão, o Portal Gaz contatou os presidentes de cada partido para saber o posicionamento quanto ao caso. Confira o que disseram:

  • PT – Célia Zingler

“O PT de Santa Cruz do Sul acompanha com atenção as notícias sobre a denúncia de um grande esquema de corrupção envolvendo o governo municipal, secretários, vereador e agentes públicos. Lamentamos que o município passe a ser notícia nacional por conta do maior escândalo de corrupção da nossa história local. Se confirmadas as denúncias, o slogan ‘viver aqui é bom demais’ pode dar lugar a ‘ganhar dinheiro público aqui era fácil demais’.
O PT se soma à expectativa de cidadãos e cidadãs santa-cruzenses por justiça e transparência. Quem, dentre os 230 envolvidos na investigação, traiu a confiança do povo, deve ser responsabilizado. A Operação Controle será um marco para separar o joio do trigo, desmascarando agentes públicos que fazem discursos de honestidade e acusam opositores enquanto tentam se aproveitar ilicitamente do dinheiro público.”

LEIA MAIS: Em vídeo no Instagram, Nicole Weber afirma ter levado denúncias ao Ministério Público

Publicidade

  • Republicanos – Raul Fritsch

“Não temos porquê nos posicionar nesse momento, nenhum dos secretários citados tem ligação com o Republicanos.”

  • MDB – Daiton Mergen

“O MDB já estava percebendo que o governo estava desvirtuado dos bons propósitos e com grandes e pesadas suspeitas por atos de improbidade e corrupção. Por isso, o partido não faz parte da base do governo e não autoriza nenhum filiado ao MDB de Santa Cruz a ocupar cargos na Prefeitura.
A mega operação do Ministério Público serve para investigar fraudes e crimes de quase R$ 50
milhões, cometidos pelo líder do governo e cinco secretários municipais, em contratações superfaturadas. Essa é uma página lamentável da história de Santa Cruz do Sul. O caso está nas mãos da Justiça. Esperamos que a justiça seja feita.”

LEIA MAIS: Edson Azeredo deve ocupar vaga de Henrique Hermany na Câmara de Vereadores

Publicidade

  • PDT – Wagner Machado

“A experiência cotidiana tem mostrado que investigações não devem ser analisadas ou comentadas enquanto não findadas. Neste diapasão, devemos lembrar que a pasta da Educação segue com seu foco em melhor atender a comunidade santa-cruzense, com todas as energias voltadas para esse objetivo. Assim o PDT mantém seu compromisso não apenas com a gestão municipal, mas principalmente com a missão de promover uma educação pública que seja acima de tudo de qualidade, ao passo que os desdobramentos da Operação Controle em nada afetam esse compromisso.”

  • PSB – Fabiano Dupont

“Até que provem o contrário, confio plenamente na prefeita, até porque não cita ela em nada. Seguiremos o trabalho e acompanharemos o andamento das investigações.”

  • PSDB – Luís Spinelli

“A executiva municipal do PSDB, assim como de resto toda a nossa comunidade, foi surpreendida com esta operação do Ministério Público Estadual em Santa Cruz do Sul. A nossa postura é de acompanhar os desdobramentos dessa operação, que no curso do seu processo deve ouvir os envolvidos, para que todos possam apresentar os seus argumentos.
O PSDB está presente no governo municipal na figura do nosso ex-presidente e ex-vereador César Cechinato na Secretaria de Meio Ambiente, Saneamento e Sustentabilidade, que inclusive passou a responder também pela pasta da Segurança e Mobilidade Urbana. A nós cabe, diante da situação, observar os próximos passos do processo e esperar pelas conclusões das investigações.
Os vereadores do PSDB igualmente estarão atentos aos acontecimentos sobre essa ação do MP. Na Câmara, manterão a sua atuação independente de avaliação dos projetos de lei para votarem de acordo com o que for melhor para Santa Cruz, assim como continuarão firmes em suas demais atribuições no Poder Legislativo.”

Publicidade

LEIA MAIS: “Meu nome foi jogado na lama, minha família foi exposta”, lamenta Elstor Desbessell

  • PP – Henrique Hermany

Informou que não irá se pronunciar.

  • PTB – Rodrigo Rabuske

“As acusações apresentadas pelo Ministério Público são graves e tem como objetivo, segundo o próprio órgão, desarticular uma suposta organização criminosa que fraudava contratos e licitações do município. Para nós, resta veementemente lamentar que Santa Cruz do Sul tenha que enfrentar um episódio dessa natureza, que constrange a toda nossa comunidade. Além disso, exigimos a apuração e a responsabilização da forma mais célere possível, dos agentes políticos e demais envolvidos, caso comprovada as irregularidades.”

Publicidade

LEIA MAIS: Reclamações de pilotos sobre condições do asfalto do autódromo motivaram investigação do MP

  • União Brasil – Décio Hochscheidt

“O União Brasil está acompanhando o ocorrido e mantemos cautela nesse momento difícil para a política local. O partido evita qualquer pré-julgamento momentâneo, o qual possa levar a alguma injustiça. Mantemos nosso trabalho, porque a pasta que o União Brasil comanda (Agricultura) não pode parar.
Reafirmo que confiamos na Justiça e seguimos com nossa missão de bem servir a comunidade santa-cruzense. De forma transparente, como é nossa linha política, estamos aguardando o desfecho do caso. Da mesma forma, se necessário, nos posicionamos à disposição para contribuir com o andamento da investigação.”

  • Novo – Rafael Augusto Nascimento

“A atual investigação conduzida pelo GAECO/MPRS, que suscita suspeitas de licitações e contratos fraudulentos envolvendo agentes do setor público, representa um dos episódios mais graves na história de Santa Cruz do Sul. É imperativo que a verdade seja minuciosamente apurada, e os esclarecimentos dos agentes públicos em questão devem ser direcionados à população.
O NOVO repudia veementemente qualquer conduta que contrarie o princípio do respeito ao cidadão. Reconhecemos a magnitude do momento e enfatizamos a importância crucial de uma investigação transparente e imparcial para esclarecer os fatos.”

A equipe de reportagem do Portal Gaz também fez contato com o presidente do PSD, Luizinho Ruas, mas não obteve retorno. O espaço, no entanto, ainda está aberto para posicionamentos.

LEIA MAIS NOTÍCIAS DE POLÍTICA

Chegou a newsletter do Gaz! 🤩 Tudo que você precisa saber direto no seu e-mail. Conteúdo exclusivo e confiável sobre Santa Cruz e região. É gratuito. Inscreva-se agora no link » cutt.ly/newsletter-do-Gaz 💙

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.