Close sidebar

Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

AUDIOVISUAL

Curtas-metragens de Santa Cruz são selecionados no Festival de Gramado

Filme Cacicus também foi selecionado para a Mostra Competitiva Internacional do Festival Curta o Gênero, do Cear

Que Santa Cruz do Sul é um celeiro de talentos do audiovisual já não é mais novidade, e a comunidade tem ainda mais motivos para comemorar depois que dois curtas-metragens produzidos na cidade foram selecionados para o Festival de Cinema de Gramado. O anúncio foi feito durante uma coletiva de imprensa na terça-feira. Os filmes Nilson, Filho do Campeão, de Diego Tafarel; e Cacicus, de Bruno Cabral Gassen e Gabriela Dullius, integram a programação da 49ª edição do evento.

Inspirado pelo cotidiano e por uma história real, Nilson, Filho do Campeão, foi gravado no fim de 2019 e concluído neste ano pela Produtora Audiovisual Pé de Coelho Filmes. O curta reflete sobre a precarização dos trabalhos e dos afetos na sociedade atual, com um tom leve. A produção teve gravações em Rio Pardo e Santa Cruz do Sul ao longo de cinco dias, com equipe majoritariamente local. Para a finalização sonora da obra, a produtora santa-cruzense contou com o trabalho associado da empresa Onomato Conteúdo.

LEIA MAIS: Documentário santa-cruzense vai ao Festival de Cinema de Gramado

Para o diretor do filme, Diego Tafarel, que também dirigiu os curtas Pobre, Preto, Puto (2016), Através de Ti (2017) e A Sombra Interior (2018), ele aborda afetos e trabalhos através de um olhar com muita sensibilidade e humanidade. Em Nilson, Filho do Campeão, o diretor compartilhou o roteiro com Zé Corrêa e Rudinei Kopp.

“Gramado é um grande festival, e ver ele resistindo, mesmo num ano tão complicado, é muito importante para a cultura nacional. Fazer parte desse evento é algo que sempre nos enche de alegria. É o cinema de Santa Cruz do Sul que ganha com tudo isso”, avalia Tafarel. Além da seleção pelo Festival de Gramado, o filme está na Mostra Competitiva de Curtas Latino-Americanos na sexta edição do Cine Jardim, em Pernambuco, e recebeu o prêmio de Melhor Roteiro de Ficção e Documentário Estadual na oitava edição do Festival Cineserra.

LEIA TAMBÉM: Gramado premia santa-cruzense que trabalhou no filme Hebe

Nilson, Filho do Campeão foi inspirado pelo cotidiano e por uma história real

O curta Cacicus, de Bruno Cabral Gassen e Gabriela Dullius, foi produzido para a Disciplina de Roteiro, Produção e Direção de Curta-Metragem do curso de Produção em Mídia Audiovisual da Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc). A primeira exibição pública da obra ocorrerá no Festival de Gramado, mas o filme também foi selecionado para a Mostra Competitiva Internacional do Festival Curta o Gênero, do Ceará.

Gravado no fim de 2019 em Santa Cruz, o projeto acabou sendo finalizado apenas em maio deste ano, por causa da pandemia. Além de contar com a ajuda da universidade e da produtora Pé de Coelho Filmes, os realizadores realizaram uma rifa para custear a produção. “A gente fez a rifa e fomos vendendo na rua, com amigos e familiares, para juntar recursos”, relata Bruno. O valor arrecadado foi utilizado no transporte dos atores e em alimentação e deslocamento da equipe.

Gabriela enfatiza que também houve o investimento no curta de cada um que participou. “Foi muita gente que se dispôs a nos ajudar a fazer esse projeto acontecer. Contamos com a boa vontade de muitas pessoas.” A diretora ainda agradeceu pela ajuda das empresas Cithos Hotel e Armazém da Limpeza, que foram locações do filme, e da Penteadeira da Beh, que forneceu maquiagens.

Para o casal, que estreia na direção, a participação em Gramado vai fazer o curta rodar e entrar em outros eventos após receber o selo de aprovação de um festival tão relevante. “Eu sempre quis fazer cinema, e Gramado sempre foi um sonho. Então, é a realização de um sonho, e toda a equipe está muito feliz”, frisa Gabriela. Para ela, a conquista é ainda mais importante no momento difícil que o cinema vive por causa da pandemia e do desmonte realizado na Agência Nacional do Cinema (Ancine).

LEIA MAIS: VÍDEO: Matheus Nachtergaele é o homenageado do Festival Santa Cruz de Cinema

O evento

A 49ª edição do Festival de Cinema de Gramado acontece entre 13 e 21 de agosto de 2021. Neste ano, o maior evento de cinema do Brasil, e o único a acontecer sem parar desde 1973, segue sendo exibido pela internet, TV por assinatura e TVE-RS. A edição atual contou com 893 filmes inscritos para participar das mostras competitivas e 52 selecionados: quatro longas-metragens estrangeiros, sete longas-metragens brasileiros, três longas-metragens gaúchos, 14 curtas-metragens brasileiros e 24 curtas-metragens gaúchos.

Os curtas

Nilson, Filho do Campeão
Trailer: https://vimeo.com/540671189/7a3ba62343
Produtora: Pé de Coelho Filmes
Estúdio sonoro associado: Onomato Conteúdo
Elenco principal: Frederico Vittola, Kaya Rodrigues, Tony Lopes e Édina Marques
Roteiro: Diego Tafarel, Rudinei Kopp e Zé Corrêa
Direção: Diego Tafarel
1º assistente de direção: Gabriela Kopp
2º assistente de direção: Wesllen Machado
Direção de arte: Bianca Eickel e Maiara Fantinel
Assistência de arte: Victor Castilhos
Direção de fotografia: Lucas Ferreira
Assistência de fotografia: Gui Carpes, Renato Gomes e John Muller
Produção executiva: Alessandro Montelli e Maiara Fantinel
Produção: Bruna Dalla Mèa
Assistência de produção: Marcela Schild, Gabriela Dullius e Douglas Martins
Figurino e maquiagem: Jonéia Rutsatz e Henri Iunes
Montagem: Diego Tafarel e Zé Corrêa Filho
Finalização: Lucas Ferreira, Ricardo da Rosa
Desenho de som: Zé Corrêa
Música original: Zé Corrêa e Alison Knak
Trilha musical: Gustavo Foppa, Jonts Ferreira e Felipe Apolônio
Cartaz: Pepe Fontanari

LEIA TAMBÉM: Festival Santa Cruz de Cinema destaca a produção nacional

Cacicus
Trailer : https://vimeo.com/544030929
Roteiro: Bruno Cabral Gassen
Produção executiva: Gabriela Dullius
Direção: Bruno Cabral Gassen e Gabriela Dullius
Elenco: Jessica Ruviaro, Vick Maciel e Edson Queiroz
1º assistente de direção: Wesllen Machado
2º assistente de direção: Márcio Picoli
Direção de produção: Gabriela Dullius
Assistência de produção: Eduardo de Oliveira, Brenda Kern e Marina Minhote
Direção de fotografia: Jonatan Pacheco
Assistência de fotografia: Matheus Schwengber, Filipe Dressler e Renato Gomes
Direção de arte: Wesllen Machado
Assistência de arte: Camila Cassel
Direção de som direto: Gabriela Kopp
Assistência de som: Maiquel Ertel
Making of: Rodrigo Carniel
Montagem: Bruno Cabral Gassen
Desenho de som: Gabriela Kopp

LEIA MAIS: Pé de Coelho: uma história de cinema que completa cinco anos

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.