Close sidebar

Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

EU, GOURMET

Dia dos Namorados: aprenda a preparar um delicioso camarão enamorado

Dizem que o amor é cego, mudo e surdo, mas desconfio que tenha paladar e olfato, afinal quem não ama uma boa mesa e uma boa companhia? E nada melhor que usar a boa vontade e a habilidade nas lidas de forno e fogão, realizando um jantar romântico justo no Dia dos Namorados! Não sabe o que fazer? Acompanhe aqui esta deliciosa receita de camarão em crosta de coco com molho agridoce!

LEIA TAMBÉM: Eu, Gourmet: tire todas as suas dúvidas sobre vinhos

Como fazer:

Ingredientes (para 2 pessoas)
● 12 camarões grandes eviscerados
● 1 xícara de coco ralado
● Meia xícara de farinha de rosca
● 2 claras de ovo
● Sal e pimenta moída a gosto
● Óleo para fritar

Para o molho agridoce
● 2 colheres de sopa de maionese
● Meia colher de chá de molho de pimenta ou gotas de pimenta líquida
● Suco de meio limão
● Pitada de sal a gosto

Preparo: misture numa tigela ou prato raso a farinha de rosca, o sal e a pimenta. Em uma segunda tigela, adicione as claras em neve batidas até formar e bata até formar bolhas. Em uma terceira tigela rasa, adicione o coco. Passe um camarão de cada vez, primeiro na mistura de farinha de rosca, mergulhe-os nas claras e cubra com o coco. Pressione bem o coco sobre o camarão para grudar o máximo possível. Adicione um pouco de óleo em uma frigideira e frite os camarões aos poucos, em óleo bem quente. Enquanto o camarão frita, prepare o molho agridoce combinando todos os ingredientes em um pote pequeno, misturando bem. Coloque na geladeira até a hora de usar. Não querendo usar fritura, pode-se colocar os camarões em uma assadeira e levar ao forno pré-aquecido a 220 graus por cerca de oito a dez minutos cada lado. Sirva acompanhado do molhinho agridoce e do espumante brut rosé bem gelado!

Confira receitas, crônicas e dicas de vinhos acessando o blog www.eu-gourmet.com

FALA, BACO

Há muitos anos, comento com os produtores e enólogos sobre o meu apreço com relação aos espumantes rosés e de o quão coringas eles podem ser na hora da harmonização, e mesmo como mediadores numa escolha por um casal, seja num restaurante, uma vinícola, no aconchego do lar ou para presentear alguém. O espumante brut rosé funciona quase como um diplomata, afinal é o que menos restrições possui, comparando-o a moscatéis ou bruts brancos, pois seu corpo mais cômodo, seu aroma mais frutado e a acidez na medida agradam a quase todos os paladares, além de ter uma coloração vibrantemente sexy!

Por isso, neste Dia dos Namorados, a dica de vinho vai exatamente para um de meus espumantes rosés preferidos, o Pizzato Brut Rosé 2019 com Denominação de Origem do Vale dos Vinhedos (D.O.V.V.), elaborado pela Pizzato Vinhas e Vinhos no Vale dos Vinhedos de Bento Gonçalves, com um blend que leva 85% Pinot Noir e 15% Chardonnay, prduzido através do método champenoise (ou tradicional com segunda fermentação em garrafa) e que fica em contato com as leveduras por 15 meses para ganhar complexidade. Possui cor rosa clara, muito elegante com acentuada perlage fina e persistente. Seu aroma exala frutas vermelhas frescas com morangos, cerejas e framboesas, também frutas desidratadas e brioche. Em boca é deliciosa e seca, com fruta destacada, muito frescor e jovialidade, acidez convidativa e uma boa cremosidade no palato.

Faz belo par com a pessoa amada, além de combinar com inúmeros pratos e possibilidades, de canapés passando por frutos do mar, carnes brancas e queijo mascarpone.

Possui 12% de graduação alcoólica e o ideal é degustá-lo na temperatura de 4 a 7 graus.

E lembre-se: se beber, NÃO DIRIJA!

VOCE SABIA?

A comercialização de vinhos finos e espumantes brasileiros segue em crescimento. Nos quatro primeiros meses de 2021, as vinícolas brindaram a venda de 9,5 milhões de litros, aumento de 34% se comparado ao mesmo período do ano passado, que alcançou 7,1 milhões de litros. A melhor performance percentual é dos espumantes moscatéis, com incremento de 37,76%. Em seguida vêm os vinhos finos, com 34,35%, e os espumantes brut, com 30,87%. Já o suco de uva amarga teve queda de 15,68%. Esses são os dados oficiais da União Brasileira de Vitivinicultura (Uvibra), com base no Sistema de Cadastro Vinícola da Secretaria Estadual da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural do Rio Grande do Sul.

Não há nada que não se resolva ou se dissolva com uma boa dose de humor, amor e vinho!

Dayane Broderick

LEIA TAMBÉM: Eu, Gourmet: aprenda a fazer espaguete à Puttanesca

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.