Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

combate à violência

Encontro Seguro: projeto que garante proteção às mulheres é lançado em Santa Cruz

Foto: Guilherme Neuhaus/Secom

Em ato realizado no Centro Integrado de Segurança Pública e Cidadania (CISP), nesta sexta-feira, 5, ocorreu o lançamento do projeto Encontro Seguro, que tem a finalidade de garantir a segurança das mulheres em bares, restaurantes, em casas de festa e similares, sejam eles públicos ou privados.

Na solenidade, representantes de várias entidades que defendem a causa da mulher estiveram presentes. Representando a Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos da Mulher, a vereadora Nicole Weber, idealizadora da ação, agradeceu à prefeita pela sensibilidade em apoiar a iniciativa e encaminhar um projeto do Executivo para aprovação na Câmara. “É uma honra poder implantar isso tendo uma prefeita mulher. É uma grande vitória para todas as mulheres”, afirmou.

LEIA TAMBÉM: Campanha Agosto Lilás pretende prevenir a violência contra a mulher em Sinimbu

A diretora de Desenvolvimento Social, Priscila Froemming, avaliou a iniciativa. “É mais uma ferramenta que a mulher dispõe para se sentir mais protegida”, resumiu. Presente no evento, a juiza da 1ª Vara Cível, Josiane Calefi Estivalet, destacou a importância do projeto. “Hoje, os poderes executivo, legislativo e judiciário, novamente estão fazendo história, com três mulheres que cuidam de outras mulheres. A gente faz uma boa política pública quando ouvimos as pessoas que estão sendo afetadas pelos problemas, que são individuais, mas que passam a ser problemas coletivos. É um privilégio participar deste momento”, afirmou.

A prefeita Helena Hermany ressaltou o engajamento da rede de proteção à mulher. “Com toda essa rede de proteção funcionando, vamos proporcionar mais segurança às mulheres do nosso município. Quando a gente se une para somar esforços, multiplicam-se os resultados”, declarou.

LEIA TAMBÉM: Vereadoras buscam Centro de Referência para mulheres vítimas de violência doméstica

Na prática

O projeto Encontro Seguro é um mecanismo de defesa que as mulheres podem utilizar quando estão em situação de perigo, em locais públicos e privados, sejam eles casas de festa, bares, restaurantes, shoppings, supermercados e afins. Ao se sentirem ameaçadas, vão emitir um código, que poderá ser um item do cardápio ou uma palavra, que seja compreendida pelos responsáveis como um pedido de ajuda, para que sejam tomadas providências.

Para aderir a iniciativa, os estabelecimentos deverão disponibilizar um selo de parceiro do Encontro Seguro na parte externa do prédio, e cartazes no interior da casa. Empreendimentos que quiserem aderir à proposta, podem baixar o cartaz pelo site, ou entrar em contato com o Escritório de Defesa dos Direitos da Mulher, pelo telefone (51) 3715-9305. A vice-presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, Janaína Freitas, salienta que será realizada capacitação com os estabelecimentos que aderirem ao projeto.

LEIA TAMBÉM: Aprovada lei que veda nomeação de condenados pela Lei Maria da Penha

Maria da Penha

O ato de lançamento contou com a presença da porto-alegrense Bárbara Penna, vítima de tentativa de feminicídio em 2013. Na ocasião, ela foi espancada e teve o corpo incendiado. Após passar por mais de 200 cirurgias, atualmente é ativista na causa das mulheres que sofrem violência doméstica. No próximo domingo, 7, comemora-se os 16 anos da lei Maria da Penha. Para celebrar a data, o governo federal lançou a campanha Agosto Lilás.

LEIA AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS DO PORTAL GAZ

Quer receber as principais notícias de Santa Cruz do Sul e região direto no seu celular? Então faça parte do nosso canal no Telegram! O serviço é gratuito e fácil de usar. Basta clicar neste link: https://t.me/portal_gaz. Ainda não é assinante Gazeta? Clique aqui e faça sua assinatura!

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.