Close sidebar

Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

AGRICULTURA FAMILIAR

‘Fetag-RS em Conexão’ ouve demandas de famílias de Vera Cruz

Na quinta, 29 e sexta-feira, 30, em Vera Cruz, a Fetag-RS lançou o projeto Fetag-RS em Conexão. Essa foi a primeira de muitas edições, já que a ideia da entidade é percorrer todas as 23 regionais sindicais nos próximos meses. O presidente da federação, Carlos Joel da Silva, acompanhado do presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais na Agricultura Familiar de Vera Cruz, Cristian Wagner, da Coordenadora da Regional Sindical Vilce Leão, e do prefeito municipal, Gilson Backer, conduziu comitiva.

Seguindo os protocolos de saúde, lideranças do movimento sindical e autoridades locais visitaram sete propriedades familiares, de variados segmentos, para, principalmente, ouvir o que os produtores rurais tinham a dizer. Foram visitadas famílias produtoras de tabaco, leite, frangos, agroindústria de embutidos, hortaliças e frutas, dentre outras atividades. Nesses locais, a comitiva tratou com os produtores sobre temas como os baixos preços pagos pelas indústrias, principalmente na cadeia leiteira e do tabaco, que muitas vezes sequer cobrem os custos de produção.

LEIA MAIS: Roteiro Fetag-RS em Conexão inicia por Vera Cruz

Também foram fortemente abordados os temas relativos à sucessão rural, com famílias cujos filhos já estão se preparando para assumir as atividades. Dentre os exemplos, na Agroindústria Schunke, que produz embutidos, o filho está estudando Administração, para poder dar continuidade, tanto na agroindústria quanto na cadeia produtiva de frangos. Nas reuniões realizadas em todas as propriedades visitadas, jovens relataram a vontade de seguir produzindo, mas pediram mais atenção dos governos para a categoria, que necessita de estímulos para garantir a permanência da juventude no meio rural.

Além dos baixos preços pagos pela produção, relato constante nas visitas, os agricultores e pecuaristas familiares falaram em valorização da agricultura e da pecuária, atividade que muitas vezes é vista como inferior, mas que na realidade é a grande responsável pela produção de alimentos. Os produtores também pediram mais investimentos em educação, mais recursos para programas como o PAA e o PNAE, aumento no limite para enquadramento de DAP, juros menores nos financiamentos rurais, incentivos para a diversificação da produção a fim de evitar a monocultura, menos burocracia, abertura de novos mercados para a produção familiar e investimentos para o grande gargalo evidenciado: a energia elétrica insuficiente para atender a região.

LEIA MAIS: Sindicato dos Trabalhadores Rurais festeja aniversário de 58 anos com palestra e jantar

Um dos relatos mais marcantes, foi de um produtor rural que teve um empréstimo consignado creditado na conta, absolutamente sem autorização. No total, R$ 15,6 mil foram depositados indevidamente, gerando um desconto mensal de cerca de 30% do benefício do agricultor. Ele foi orientado sobre como proceder e informado sobre todas as ações, inclusive judiciais, que a Fetag-RS já está desenvolvendo.

De acordo com o presidente da Fetag-RS, Carlos Joel da Silva, “a primeira série de visitas foi excelente, pois ouvimos muito relatos marcantes sobre as dificuldades enfrentadas e a necessidade de valorização da agricultura e da pecuária familiar, pois somente assim iremos garantir a sucessão rural, que é fundamental para aumentar a produção de alimentos, o que será fundamental nos próximos anos”.

Para encerrar as atividades em Vera Cruz, em reunião com os sindicatos da Regional Vale do Rio Pardo e Baixo Jacuí, a diretoria do Sindicato e lideranças locais definiram os encaminhamentos das demandas ouvidas nas sete propriedades visitadas a serem desenvolvidos pelo Comitê Gestor da Década da Agricultura Familiar, constituído no município. As solicitações dos agricultores serão tratadas pela regional, pelos sindicatos e pela Fetag-RS.

LEIA TAMBÉM: Roda de conversa debate o protagonismo e lutas das mulheres rurais

Mais sobre

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.