Close sidebar

Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

COLUNA

Lissi Bender: a Semana da Língua Alemã no Brasil

Por Lissi Bender
Pesquisadora e escritora
[email protected]

Entre 12 e 20 de junho acontece a já consagrada Semana da Língua Alemã no Brasil. O evento é organizado pelas embaixadas de Alemanha, Áustria, Bélgica, Luxemburgo e Suíça. As atividades serão online e estarão voltadas para quem quer conhecer, saber mais sobre a língua alemã e a cultura expressa pelo idioma. Santa Cruz do Sul, como berço da segunda fase da imigração alemã, é detentora não somente do idioma, mas também de um imensurável patrimônio cultural, que colabora para a região ser singular.

No mundo em que vivemos, tudo fala a favor do conhecimento de mais línguas. Neste sentido, sabe-se que crianças aprendem sem esforço duas ou mais línguas ao mesmo tempo e sem sotaque. Seres humanos que, desde pequenos, se movem entre línguas diferentes, desenvolvem também mais interesse e abertura para com pessoas de uma base cultural e linguística diferente. Também foi comprovado que falar mais idiomas propicia a relação com diferentes sistemas de pensamento, e que isso promove a inteligência e a criatividade; promove a compreensão, a convivência e o enriquecimento mútuo entre diferentes culturas. Bons motivos para nossa região valorizar o conhecimento de mais idiomas, a começar pelo idioma alemão nela existente e falado por muitos. Em homenagem ao evento, trago algumas citações sobre língua:

“Jede neue Sprache, die wir lernen, ist ein Zuwachs an neuen Erlebnissen.” Cada nova língua que aprendemos é um acréscimo em novas experiências. (Do poeta, escritor e pintor suíço alemão Hermann Hesse, prêmio Nobel de Literatura)

“Wer auf andere Leute wirken will, der muss erst einmal in ihrer Sprache mit ihnen reden.” – Quem pretende surtir um bom efeito sobre outras pessoas precisa, antes de mais nada, falar com elas na linguagem delas. (Do escritor e jornalista alemão Kurt Tucholsky, um dos mais importantes publicitários da República de Weimar)

“Die Grenzen meiner Sprache bedeuten die Grenzen meiner Welt.” – Os limites de minha linguagem são também os limites de meu mundo. (De Ludwig Wittgenstein, um dos mais importantes filósofos do século 20) Nossa compreensão de mundo está atrelada ao nosso repertório linguístico, por meio do qual conferimos sentido ao mundo, desenvolvemos nossa capacidade de pensar. E quanto mais amplo nosso repertório linguístico e, quanto mais idiomas falamos, mais ampliamos nossa capacidade de conhecimento de mundo e de inserção no mundo.

“Eine fremde Sprache lernen und gut sprechen, gibt der Seele eine innere Toleranz, man erkennt, daß alles innerste Leben sich auch noch anders fassen und darstellen lasse, man lernt, fremdes Leben achten.” – Aprender e falar bem uma língua estrangeira confere à alma uma tolerância interna; a gente reconhece que toda mais íntima vida pode ser compreendida e representada de forma diferente; a gente aprende a respeitar a vida de outrem. (Do escritor, humanista e democrata alemão Berthold Auerbach que, já nos idos do século 19, defendia a importância do aprendizado de línguas estrangeiras)

LEIA TAMBÉM: Língua alemã é tema de semana com palestras

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.