Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

HAPPY HOUR

Lockdown político em 2022

O País precisa de reformas estruturantes, urgentemente. Neste ano de eleições, existe uma paralisação no Congresso Nacional. Jamais aprovarão algum projeto que vai prejudicá-los para a reeleição, que de quatro em quatro anos se repete. Isso que efetivamente só comparecem a Brasília entre terça e quinta. Nossos deputados e senadores trabalham pouco e ganham muito. Além da inoperância, têm dezenas de funcionários, planos de saúde, auxílio disso e daquilo, apartamentos para morar, passagens aéreas… Muita mordomia por nossa conta. Nem falei do recesso parlamentar. 

O mercado financeiro está desgostoso com o governo de Bolsonaro. Já descartam a possibilidade da terceira via. Torcem pelo ex-condenado, Lula. Ganhou muito dinheiro naquele tempo. Já trabalha pela sua vitória. Não gosta do ministro Paulo Guedes, que conhece como funciona o mercado financeiro. Quarta-feira apareceu uma daquelas pesquisas que dão Lula com ampla vantagem de 45% contra 23%. Deveriam ter exagerado um pouquinho mais, dando-lhe a vitória já no primeiro turno. Agora não há compromisso de acerto.

Atualmente, têm que iludir os incautos e analfabetos políticos para já espalharem essa notícia. A mentira falada várias vezes prepara o terreno para perto das eleições. Bolsonaro precisa ser derrubado. Farão o diabo para o desbancarem do poder, já dizia a “Presidenta” Dilma. Já que a facada do Adélio, em 2018, não deu certo. O cara, por milagre, ainda vive e é uma pedra no sapato dos corruptos, que roubavam o dinheiro dos cofres públicos. E a outrora grande imprensa espalha a notícia. Tempestade perfeita!

Enquanto isso, o Plenário do TSE cassou o mandato e tornou inelegível o deputado estadual eleito pelo Paraná em 2018, Fernando Francischini, por divulgar notícias falsas contra o sistema eletrônico de votação. A ditadura voltou ao Brasil e o direito de opinião foi cassado da Constituição? Outro que tem demonstrado sua veia de ditador é o ministro Alexandre de Moraes. Não se pode criticar suas majestades. Vai preso, sem direito a defesa. É o caso do ex-presidente do PTB e ex-político Roberto Jéferson e Daniel Silveira, e com jornalistas aconteceu o mesmo. Crime por opinião: a prisão inexiste. O máximo, uma indenização por danos morais. 

Reconheço que a esquerda é habilidosa e fez um longo caminho para chegar ao poder. É trabalho planejado ao longo dos anos. Essa caminhada iniciou com os sindicatos. Aos poucos os dominou. As centrais sindicais, as universidades, as escolas públicas, movimentos sociais. É forte e domina parte da imprensa, aparelhou os órgãos públicos e os tribunais superiores. Tudo está sendo preparado com detalhes impressionantes. 2022 será um ano decisivo para o Brasil. Terá um longo caminho até as eleições. As opções estarão à mesa. A decisão é nossa na hora do voto. Pesquisas? Só de boca de urna.

LEIA OUTRAS COLUNAS DE CLÓVIS HAESER

Quer receber as principais notícias de Santa Cruz do Sul e região direto no seu celular? Então faça parte do nosso canal no Telegram! O serviço é gratuito e muito fácil de usar. Se você já tem o aplicativo, basta clicar neste link: https://t.me/portal_gaz. Se ainda não usa o Telegram, saiba mais sobre o app aqui e veja como baixar.

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.