Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

HAPPY HOUR

Máquina pública travada

Sei que o crescimento de uma nação depende da boa gestão dos governantes e demais instituições e da evolução intelectual do seu povo. O governo atual tentou fazer sua parte naquilo que prometeu na campanha. Fez a Reforma da Previdência, porém a corda arrebentou para a parte mais fraca. Alguns privilegiados foram mantidos intocáveis. Na educação, nosso País continua com os piores resultados do mundo.

Menos Brasília e mais Brasil, prometido por Paulo Guedes, parte não aconteceu. Essa máquina continuará pesada e difícil de mexer. Os penduricalhos continuam e o direito adquirido é garantido pelo sistema. Faz 71 anos que torço para que nosso País chegue ao futuro prometido pelos inúmeros políticos em seus discursos inflamados nas campanhas eleitorais.  

A tábua da salvação chegou com a eleição de Bolsonaro. O povo, através do voto, expulsou o PT e seus demais aliados do poder. Essa vitória se deu na esperança de um Brasil sem corrupção e das reformas estruturantes que tanto almejavam 57 milhões de brasileiros. O verde-amarelo inundou as ruas das cidades e capitais em manifestações espetaculares. 

No dia 7 de setembro, aconteceu um fenômeno que ficará na história. Nunca se viu tanta gente na Paulista e em Brasília, concedendo a Bolsonaro o salvo-conduto para tomar medidas drásticas contra os excessos de alguns ministros do STF e na defesa da liberdade. 

Após essa festa democrática, houve uma reunião de Bolsonaro com Michel Temer, os ânimos arrefeceram entre o Executivo e o STF. Os excessos da instituição continuam sob o olhar cândido do Senado Federal, que engaveta os inúmeros pedidos de impeachment contra alguns componentes da Corte. É a única instituição que aprova ou desaprova um membro da corte. Alguns senadores devem ter a ficha suja e têm medo de cutucar o vespeiro.

Nessas minhas palestras no Vale do Sol, um aluno me perguntou o que achei das viagens por diversos países, comparados com o Brasil. Na minha resposta, enumerei alguns: Alemanha, Holanda, Estados Unidos, Itália, Grécia, Espanha, Turquia, Portugal, Emirados Árabes, Chile, Uruguai, Argentina, Canadá. Conheci os principais pontos turísticos de cada lugar. Sua culinária e pratos típicos e alguns de seus costumes. Alguns são mais evoluídos por serem mais antigos, porém todos têm seus problemas internos.

Nossa pátria é maravilhosa, temos terras férteis e somente uma pequena fração é utilizada, água em abundância, a Floresta Amazônica, riquezas minerais, 98% do nióbio do mundo, pontos turísticos, praias… Temos tudo para evoluir economicamente. Os maus políticos, as instituições viciadas, o sistema arcaico, a Constituição não respeitada, a Suprema Justiça que protege os maus políticos não permitem que o progresso finalmente aconteça. Entra governo e sai governo, o Mecanismo é que governa. Pobre Brasil rico!

LEIA OUTRAS COLUNAS DE CLÓVIS HAESER

Quer receber as principais notícias de Santa Cruz do Sul e região direto no seu celular? Então faça parte do nosso canal no Telegram! O serviço é gratuito e fácil de usar. Basta clicar neste link: https://t.me/portal_gaz. Ainda não é assinante Gazeta? Clique aqui e faça sua assinatura!

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.