Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

ARQUITETURA

Projeto de alunas da Unisc é destaque em concurso

Tamara, Cheila e Brenda com o professor Brino comemoram o resultado: ideia também foi oferecer uma planta de construção viável

As alunas Brenda Eckel Machado, Cheila Carine Seibert e Tamara Francine da Silveira, sob a coordenação do professor Alex Carvalho Brino, do curso de Arquitetura da Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc), participaram de uma disputa internacional de projetos. A promoção da Archstorming possibilitava a profissionais e estudantes da área apresentarem ideias para a instalação de uma escola da rede Enko, em Mali, na África. As estudantes foram informadas, na última quinta-feira, que receberam menção honrosa pelo projeto.

A intenção, conta o professor, é criar a solução para um dos terrenos da instituição, mas que, depois, deve ser reproduzida em todo o continente, sofrendo adaptações de acordo com as áreas. “Estamos falando de projetos de todo o mundo. Do Brasil, dois foram selecionados: o nosso e um de São Paulo”, diz Brino, que destaca a complexidade da elaboração de um trabalho como esse. “Estudamos muito profundamente como é o clima, a religião, as relações entre as pessoas e quem estudará nessa escola até pontos como a evasão escolar e a comunidade na qual está inserida”, relembra.

LEIA TAMBÉM: Vereadores protocolam projeto de lei criado por alunos do curso de Direito da Unisc

Entre a data do início das pesquisas e a finalização, foram 45 dias de intenso trabalho. “Sobre a sensação do resultado, parece que agora que está caindo a ficha da magnitude do projeto. Com certeza é muito gratificante ter um trabalho reconhecido, especialmente esse que demandou tanta dedicação e que fizemos com tanto carinho”, diz Brenda. Ela reforça o poder transformador da arquitetura e o quão positivo é participar de projetos como esse, ainda como estudante.

No concurso, cem trabalhos ficaram entre os selecionados. O primeiro lugar foi para o Equador; Portugal teve projeto em segundo; Malásia em terceiro e Chile e Brasil, menção honrosa especial. Polônia, Colômbia (duas vezes), Canadá, Austrália, Espanha, Turquia, Índia e Irã também receberam menção honrosa.

LEIA TAMBÉM: Feira de Ciência da Unisc divulga lista de trabalhos aprovados

O professor Brino acredita que um dos diferenciais do que foi apresentado pelo seu grupo é a capacidade de realização da obra. “É um projeto muito realista, o que incentivamos no curso de Arquitetura: fazer projetos que possam ser construídos de verdade e não apenas devaneios arquitetônicos”, explica.

O foco nos levantamentos sobre as características locais não fez perder a identidade brasileira. Brino frisa que foi possível colocar um pouco da cultura nacional no trabalho. “A gente escreveu no projeto que queria atender à necessidade deles, mas permitir integração com a nossa cultura. Toda a parte de desenho de espaço aberto foi muito inspirado no paisagismo brasileiro.”

LEIA TAMBÉM: “Número de alunos vai voltar a crescer”, diz candidato a reitor da Unisc

Projeto de alunos da Unisc considerou necessidade da escola africana e cultura brasileira | Foto: Reprodução

LEIA TAMBÉM: Aulas voltam totalmente ao formato presencial na Unisc no próximo semestre

Quer receber as principais notícias de Santa Cruz do Sul e região direto no seu celular? Então faça parte do nosso canal no Telegram! O serviço é gratuito e muito fácil de usar. Se você já tem o aplicativo, basta clicar neste link: https://t.me/portal_gaz. Se ainda não usa o Telegram, saiba mais sobre o app aqui e veja como baixar.

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.