Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

FOTOGRAFIA

Projeto Repensar: aprendizados que já estão sendo colocados em prática

Foto: Paola Severo

Amanda em seu aprendizado com Rafaelly: conhecendo os segredos da câmera

Lançado pela Gazeta Grupo de Comunicações em abril, o projeto Repensar Educação selecionou oito estudantes para desenvolver habilidades. A iniciativa tem patrocínio de Corsan e Unisc. Os participantes aprendem a produzir o conteúdo que é veiculado nas mídias da Gazeta. Uma das participantes é Amanda Engelmann Baierle, de 13 anos, aluna do 8º ano na Escola Estadual Ernesto Alves, de Santa Cruz do Sul.

A estudante é orientada pela fotógrafa da Gazeta do Sul, Rafaelly Machado, que a ensinou a utilizar a câmera profissional, além de dar dicas sobre como fotografar melhor. “Foi muito legal, eu nunca tinha manuseado uma câmera de verdade. Na segunda vez, parecia que eu já sabia mexer, foi muito mais fácil. De uma hora para outra, tive muita facilidade”, conta. As primeiras fotos profissionais da jovem foram registros das extremosas floridas no Centro de Santa Cruz. Antes disso, ela costumava fotografar usando o aparelho celular.

LEIA MAIS: Projeto Repensar: experiência válida para o resto da vida

Já a segunda sessão foi durante um passeio em Rio Pardinho e Linha Travessa para fazer registros do mosteiro, de casas antigas e do tema favorito de Amanda: imagens da natureza. Foi no local que a aprendiz fez um registro que foi publicado no jornal, uma foto de flores em um dia chuvoso. A imagem, escolhida por Rafaelly e pelo editor executivo Ricardo Düren, saiu na contracapa da Gazeta do Sul. “Ela usou outro tipo de lente, que não havia utilizado ainda: uma de alto alcance, de 300 milímetros. Escolhemos a foto que estava com melhor foco e também porque apareceu a chuva”, explica Rafaelly.

A fotógrafa elogiou o empenho de Amanda por testar ângulos diferentes e utilizar apenas o foco manual da câmera, sem depender do sistema automático. De acordo com a estudante, a família e os amigos que viram as fotos no jornal ficaram orgulhosos. “Foi muita gente, que fazia tempo que eu não encontrava. Todo mundo sabia, me ouviram no rádio e viram no jornal.” Para o futuro, Amanda planeja seguir uma profissão onde possa aliar o interesse pela arte com a fotografia da natureza.

Dicas preciosas

Amanda conta que uma das primeiras coisas que aprendeu com a fotógrafa foi fazer registros em tons quentes e frios. “Estou aprendendo modos e jeitos diferentes de fazer, já estou aplicando, sabendo melhor o que estou fazendo e como isso pode me ajudar na qualidade das fotos”, afirma. Rafaelly também orientou a adolescente a fazer foco em primeiro e segundo plano, noções de enquadramento, como aproveitar a iluminação natural e a utilização de ângulos diferentes ao fotografar.

LEIA MAIS: Classificatórias do Palco do Saber começam nesta sexta-feira

Um dos objetivos da jovem, agora, é adquirir uma câmera profissional, para seguir colocando em prática os aprendizados do projeto. “Estava viajando para a casa dos meus avós e, se tivesse uma câmera, carregaria comigo o dia inteiro. No interior, em cada canto que eu olho, tudo é muito bonito. Acho que a memória da câmera ia ficar cheia no primeiro dia”, brinca. Ela já percebeu a diferença entre fotografar com câmera e com telefone, mas vai seguir fazendo os registros com o celular, como a foto da gatinha Nina, que ilustra este quadro.

Foto: Amanda Engelmann

LEIA MAIS: Projeto Repensar: duas santa-cruzenses entre os melhores do RS na redação

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.