Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

FENÔMENO

Tempestade faz sensação chegar a 1 grau em Santa Cruz; não há registro de estragos

Árvores tombadas e alagamento registrados em Porto Alegre | Foto EPTC

A tempestade subtropical, que deixou o Sul do Brasil em alerta, foi percebida de forma moderada em Santa Cruz do Sul. Além da chuva, registrada em diferentes momentos da terça-feira, 17, e na madrugada e manhã desta quarta-feira, 18, foram anotados momentos de ventos mais intensos, quando também ocorreu diminuição da temperatura e da sensação térmica.

De acordo com a Estação Meteorológica da Gazeta Grupo de Comunicações, no Centro, as rajadas mais fortes foram por volta das 21h30 da terça, quando chegaram a 48 quilômetros por hora. Naquele momento a sensação era de 1 grau. Durante a madrugada, os ventos não passaram dos 42,2 quilômetros por hora, com 3 graus de sensação térmica.

Somada à intensidade do frio, alguns santa-cruzenses tiveram problemas no fornecimento de energia elétrica. A RGE informou que, durante a noite, cerca de 44 mil clientes ficaram sem luz nas regiões de Canoas, Gravataí, Vale dos Sinos, Planalto, Serra e Vale do Rio Pardo. A concessionária alerta que não devem ser tentados consertos por conta própria. A empresa deve ser comunicada (pode ser por SMS – 27350 -, com o código do cliente, pelo aplicativo CPFL Energia ou o call center: 0800 970 0900).

Exceto a falta de energia, de acordo com a Defesa Civil, não houve comunicação de problemas em decorrência da tempestade. O órgão, no entanto, continua em prontidão, porque o aviso de atenção da Defesa Civil estadual segue até a noite desta quarta.

LEIA MAIS: Onda de frio intensifica ações de assistência com reforço no serviço de abrigagem

Danos e morte no Estado

Enquanto o Vale do Rio Pardo apontou apenas a queda no fornecimento de energia, outras regiões do Estado, especialmente Litoral, tiveram registros de danos. Em Capão da Canoa houve destelhamento e queda de parte do forro de uma unidade do Centro de Referência em Assistência Social. Osório, um dos municípios mais atingidos, contabiliza árvores e placas tombadas, residências danificadas e pontos de alagamento.

Em Tramandaí, a força do vento destelhou parte do hospital. As alas de atendimentos da Covid e centro cirúrgico tiveram 18 pacientes remanejados.

A morte em decorrência das consequências do ciclone subtropical Yakecan foi em Porto Alegre. Um pequeno barco, com três pescadores, naufragou no Guaíba. Dois tripulantes conseguiram se salvar. O terceiro, Ademar Silveira da Silva, de 51 anos, foi encontrado pelo Corpo de Bombeiros.

No Sul do Estado, Rio Grande teve vento de 95 quilômetros por hora nas praias do Cassino e da Barra. Nesta manhã de quarta-feira, de acordo com a MetSul Meteorologia, teve chuva congelada em Soledade e São José dos Ausentes. À noite, caiu neve com acúmulo sobre automóveis, em Ausentes, e pico de intensidade na altura dos Aparados.

LEIA MAIS: Ciclone traz frio intenso e chance de neve para o Rio Grande do Sul

Previsão

A tempestade subtropical começa a se afastar do continente na altura de Florianópolis na manhã desta quinta-feira, 19. Com o afastamento de Yakecan do território gaúcho, conforme a MetSul, o vento nesta quarta-feira sopra durante o dia predominantemente fraco com períodos de moderado no Leste gaúcho e ainda podem se dar algumas rajadas ocasionais, sobretudo na costa.

As rajadas na orla tendem a ser muito menos frequentes que na terça. O dia no Rio Grande do Sul será de muitas nuvens e chuva na maioria das regiões ao menos em parte desta quarta. Chove principalmente na Metade Leste com pancadas fortes isoladas.

Com abundante nebulosidade e chuva, será outro dia frio. Não se afasta ainda neve ou chuva congelada nos Aparados, mas as condições para precipitação invernal cessam com o passar das horas à medida que a atmosfera em altitude fica menos fria. A sensação térmica segue baixa.

VEJA MAIS: VÍDEO: Defesa Civil da região mantém alerta de ventos de 110 quilômetros por hora e frio

Quer receber as principais notícias de Santa Cruz do Sul e região direto no seu celular? Então faça parte do nosso canal no Telegram! O serviço é gratuito e fácil de usar. Basta clicar neste link: https://t.me/portal_gaz. Ainda não é assinante Gazeta? Clique aqui e faça sua assinatura!

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.