Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

Inquérito

Caso de injúria racial contra Edenilson vai ser apurado em 30 dias

Edenilson alega ter sido chamado de ‘macaco’ por Rafael Ramos | Foto: Sílvio Ávila/Getty Images

A Procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) determinou, na última segunda-feira, 17, a abertura de inquérito para investigar denúncia de injúria racial feita pelo volante Edenilson, no jogo entre Internacional e Corinthians, pelo Brasileirão. Agora, uma eventual denúncia depende da conclusão da investigação nos próximos 30 dias.

Conforme o procurador do órgão, Ronaldo Piacente, no inquérito, o auditor processante ouvirá as partes envolvidas (o jogador colorado e Rafael Ramos, lateral-direito do time paulista), ouve testemunhas (como o árbitro), analisa vídeo, colhendo provas. Se ao final do processo ele entender que houve uma infração disciplinar, a procuradoria oferece a denúncia.

Se a denúncia for encaminhada, tanto Ramos quanto o Corinthians podem ser punidos pelo Tribunal. Conforme o artigo 243-G do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), “praticar ato discriminatório, desdenhoso ou ultrajante, relacionado a preconceito em razão de origem étnica, raça, sexo, cor, idade, condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência” pode ter como pena a suspensão de cinco a 10 partidas, se praticada por atleta, além de multa de R$ 100 a R$ 100 mil.

Caso a infração seja considerada de extrema gravidade, o órgão judicante, no caso o STJD, poderá aplicar penas dos incisos V, VII e XI do art. 170, que preveem punições como advertência (a mais leve) até exclusão de campeonato ou torneio (a mais grave).

Quer receber as principais notícias de Santa Cruz do Sul e região direto no seu celular? Então faça parte do nosso canal no Telegram! O serviço é gratuito e muito fácil de usar. Se você já tem o aplicativo, basta clicar neste link: https://t.me/portal_gaz. Se ainda não usa o Telegram, saiba mais sobre o app aqui e veja como baixar.

Mais sobre

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.