Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

ALEGRIA E TRADIÇÃO

Por dentro da Oktober: a interação dos músicos com o público

Completando 30 anos de trajetória em 2021, a Banda Santa Cruz surgiu com a ideia de levar o nome de sua cidade, por ser um município que preserva as raízes germânicas. As características do grupo são o repertório selecionado, com músicas alemãs e autorais, e a animação no palco, sempre com muitas interações entre os músicos e o público. A banda possui seis CDs gravados e dois DVDs, e já se apresentou em 12 Estados brasileiros, vencendo inclusive o quadro Garagem do Faustão, da TV Globo.

A formação atual conta com Marcelo Dirlon Mueller e Eduardo Rafael Silveira no trompete, Luiz Henrique Schuch na guitarra, Jacson Rodrigo Elesbão no vocal, Anderson Hoesel na bateria, Eduardo Junior Bencke no teclado e gaita, Maikon Weslei de Morais Silveira no trombone e Alex Gustavo Frantz no baixo. Completam o time os sócios-proprietários Michael Schneider e Silvia Jeovani Schneider, que também atuam no som e na administração, respectivamente. “É uma alegria enorme poder retornar aos palcos após mais de um ano e sete meses de recessão pela pandemia. E mais gratificante ainda é poder fazer esta estreia na nossa Oktoberfest”, disse a banda.

LEIA MAIS: VÍDEO: bandas Scala e Munich animaram primeira noite de ‘Ritmos de Oktober’

Cultura para encher os olhos

Uma das tradições da Festa da Alegria, os desfiles temáticos movem multidões. Na 36ª Oktoberfest, eles ocorrem dentro do parque e, na ausência dos shows nacionais e bailes, são a maior atração cultural do evento. Os desfiles internos acontecem diariamente na Avenida Oktoberfest, que começa no portão ao lado dos Bombeiros e atravessa até o Portão 7, passando pelas áreas da gastronomia, onde o público pode acompanhar sentado e com distanciamento. A cargo do produtor cultural Sérgio Ávila, os desfiles contam com carros alegóricos, bandinhas e dançarinos. Voluntários se juntam à Família Fritz e Frida e às soberanas e ex-soberanas da festa, sempre vestidos com trajes típicos para encantar o público.

Foto: Alencar da Rosa

LEIA MAIS: Por dentro da Oktober: bandinha, dança e atrações da Gazeta

Atração musical itinerante

Uma das bandas que devem embalar o público da 36ª Oktoberfest é a santa-cruzense Banda Heilige, que vai se apresentar de forma itinerante dentro da programação da festa. Formado em 2010 em parceria com a cervejaria Heilige, o grupo inicialmente tinha apenas quatro integrantes, mas cresceu em poucos dias e chegou a sete membros, que são mantidos atualmente. Atuando no mercado de bandas típicas, o grupo apresenta principalmente bandinhas típicas alemãs e já se destacou com as músicas Da kepst Oktoberfest, com letra cantada em alemão, e Cucas da Vovó, de autoria própria.

Fazem parte da banda os músicos Cláudio Ricardo Struecker e Gilmar Roque Klein no trompete, Milton Afonso Kroetz no saxofone tenor, Ernani Carmo Von Fruhauf no trombone, Odair José Apolinário no baixo, Glenio Putzke no teclado, Ruy Luiz Radtke na bateria e Luiz Gustavo Spiazzi na guitarra. “É muito bom poder retornar aos palcos e levar alegria para as pessoas, uma emoção e uma satisfação. A música alegra a alma e aquece o coração”, afirmou a banda.

LEIA MAIS: Apresentações de danças típicas ajudam a suprir a falta dos bailes

Preservação da cultura alemã

Uma entidade que marca presença anualmente na Oktoberfest e nos eventos relacionados à cultura alemã é o Centro Cultural 25 de Julho. Fundado em 1986 por um grupo de amigos com o intuito de preservar a cultura germânica no município, o centro possui 298 famílias associadas. O departamento de dança do 25 de Julho, que chama a atenção dos visitantes da Festa da Alegria nos desfiles e dentro do parque, mantém seis categorias: grupos Polka mirim, infantil, juvenil e oficial, Kronentanzgruppe e Edelweiss. O grupo voltou a ensaiar há apenas dois meses e se diz feliz em poder encantar o público com as danças folclóricas germânicas. Além do grupo de danças, que frequenta eventos natalinos, jantares-baile e festivais, o 25 de Julho oferece uma gama de atividades. Uma noite por mês, os associados praticam os jogos germânicos com premiação e cantoria. A modalidade Eisstocksport tem projeção internacional, trazendo ótimos resultados. O grupo da melhor idade Recordar é Viver tem encontros com chá e música para festejar os aniversariantes e jogar bolão de mesa.

LEIA MAIS: Demonstração de jogos germânicos é atração na 36ª Oktoberfest

Quer receber as principais notícias de Santa Cruz do Sul e região direto no seu celular? Então faça parte do nosso canal no Telegram! O serviço é gratuito e muito fácil de usar. Se você já tem o aplicativo, basta clicar neste link: https://t.me/portal_gaz. Se ainda não usa o Telegram, saiba mais sobre o app aqui e veja como baixar.

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.