Libertadores 04/02/2020 17h51 Atualizado às 20h08

Internacional fica no 0 a 0 com a LaU em Santiago

Time gaúcho precisará de uma vitória simples no jogo de volta, no Beira-Rio, para avançar à terceira fase

O Internacional empatou sem gols com a Universidad de Chile no final da tarde desta terça-feira, 4, no Estádio nacional, em Santiago, no jogo de ida da segunda fase preliminar da Copa da América. O Colorado criou oportunidades para sair com a vitória e ainda ficou com um jogador a mais desde os 19 minutos da etapa complementar.

Agora, um triunfo simples no duelo de volta na próxima terça-feira, 11, a partir das 19h15, no Beira-Rio, levará para o Inter para a terceira etapa do torneio continental, a última antes da fase de grupos. Empate com gols classifica a LaU. Caso o 0 a 0 se repita em Porto Alegre, a decisão da vaga será no tiros livres da marca do pênalti.

PRIMEIRO TEMPO

O duelo iniciou com muita vontade e pouca inspiração das equipes. O Internacional se posicionava e trocava passes para surpreender a LaU. Os visitantes desperdiçaram uma grande oportunidade aos 14 minutos. Guerrero fez boa trama com Patrick, que cruza na pequena área. Livre e sem marcação, Edenilson cabeceou fraco, nas mãos do goleiro De Paul.

O time gaúcho controlava a posse de bola e tentava ser agressivo. Aos 21, outra situação para abrir o placar. D'Alessandro bateu falta para a área, Guerrero dominou e na hora de chutar, o zagueiro Carrasco chegou de carrinho e afastou pra escanteio. Melhor no jogo, o Inter pressionava em busca do gol. D'Ale cobrou escanteio para trás. Edenilson finalizou de primeira de fora da área, e Cuesta desviou pela linha de fundo.

Aos 25, D'Alessandro tocou para Guerrero, que demorou para chutar, e Matías Rodríguez, ex-Grêmio, interceptou na hora certa para salvar a La U. Na sequência, Pablo Aránguiz disparou no contra-ataque, mas foi pressionado por três adversários e concluiu em cima da marcação.

Aos 33, foi a vez da equipe chilena perder um gol incrível. Beausejour cruzou da esquerda e Larrivey, livre, cabeceou por cima da meta de Marcelo Lomba. O Inter caiu de ritmo e a Universidad começou a gostar do jogo. No entanto, não conseguiu ser efetivo. Aos 45, Guerrero bateu falta sobre o gol.

SEGUNDO TEMPO

Com poucos espaços pelo meio, as duas equipes apostavam em jogadas na laterais. O Inter recorria a Moisés na esquerda. Nos primeiros minutos, nenhuma chance concreta de gol. A LaU abusava nos cruzamentos para a área, geralmente interceptados por Marcelo Lomba.

Aos 9, Cuesta finalizou torto. Antes de sair, a bola ainda passou pela frente de Guerrero, que não concluiu. Logo em seguida, Montillo esticou para Henríquez, que bateu de carrinho em cima de Lomba. O arqueiro colorado precisou receber atendimento médico em campo.

Aos 19, o time chileno ficou com um jogador a menos. Montillo, ex-Cruzeiro, cometeu falta dura em Moisés. Como já tinha cartão amarelo, levou o segundo e foi expulso. Três minutos mais tarde, o Inter quase largou na frente. Cuesta lançou na área e Edenilson cabeceou à queima-roupa, obrigando De Paul a fazer uma excelente defesa.

O técnico Eduardo Coudet passou a mexer na equipe, colocando Thiago Galhardo no lugar de Musto e Marcos Guilherme no de Patrick, buscando mais velocidade no sistema ofensivo. Em vantagem numérica, o Inter se mantinha no ataque, enquanto a LaU rezava para o tempo passar. Aos 44, Moledo arriscou de canhota, sem direção. Assim, o confronto em Santiago terminou como começou: 0 a 0.

LIBERTADORES
2ª FASE – PRELIMINAR
JOGO DE IDA
UNIVERSIDAD DE CHILE 0 a 0 INTERNACIONAL

Data e horário: Terça-feira, 4 de fevereiro, 18h
Local: Estádio Nacional, em Santiago
Arbitragem: Facundo Tello, com Julio Fernandes e Ezequiel Brailovski (Argentina)
Cartões amarelos: Larrivey e Montillo (Universidad); Musto e Marcos Guilherme (Internacional)
Cartão vermelho: Montillo (Universidad)

UNIVERSIDAD DE CHILE
De Paul; Rodríguez, Carrasco, Del Pino Mago e Beausejour; Moya, Galani, Pablo Aránguiz (Cornejo) e Montillo; Henríquez (Espinoza) e Larrivey (Guerra)
Técnico: Hernán Caputto

INTERNACIONAL
Marcelo Lomba; Rodinei (Boschilia), Rodrigo Moledo, Víctor Cuesta e Moisés; Musto (Thiago Galhardo), Edenilson, Rodrigo Lindoso e Patrick (Marcos Guilherme); D’Alessandro e Paolo Guerrero
Técnico: Eduardo Coudet