Cultura 27/09/2019 22h50 Atualizado às 19h13

Geólogo José Alberto Wenzel lança livro detalhando a história da Fepam

Obra sob o selo da Editora Gazeta foi lançada nessa terça-feira, 24, em Porto Alegre

Em uma época de fortes debates no terreno ambiental, dentro e fora do País, contribuições para uma reflexão acerca de políticas ou ações públicas e privadas direcionadas ao meio ambiente podem ser oportunas. É com esse propósito que o geólogo, ambientalista e escritor José Alberto Wenzel divulga um trabalho de sua autoria. O livro FEPAM: raízes, trincheira e farol, sob o selo da Editora Gazeta, lançado na última terça-feira, 24, em Porto Alegre, detalha a história da Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam), junto à qual ele próprio atua.

LEIA MAIS: Acesse a versão digital do livro Fepam: raízes, trincheira e farol

Além da distribuição do exemplar físico do livro, o conteúdo integral é disponibilizado em formato eletrônico, em PDF e flip. E, por decisão do autor, ele disponibiliza o conteúdo integral do livro de forma gratuita a assinantes da Gazeta do Sul e do Portal Gaz, que podem consultar, baixar ou folhear a obra. Para leitores da Gazeta do Sul na edição impressa, outra forma de acessar o livro é através do QRCode, o qual dá acesso ao arquivo em PDF, que pode ser utilizado por todos os leitores que possuem dispositivo eletrônico (tablet ou celular) compatível para a captura do código.

Wenzel havia publicado o livro em edição original em 2015, e desde então vinha fazendo a atualização do conteúdo. A segunda edição, ampliada e revisada, insere-se nas comemorações dos 30 anos da fundação, a serem completados em 2020. Em 579 páginas, o volume perpassa os primórdios da política ambiental no Brasil e no Estado, até chegar à fundação da Fepam e ao detalhamento de seus programas e suas ações.

Aos 67 anos, natural de Cerro Largo e há muitos anos radicado em Santa Cruz do Sul, Wenzel trabalha junto à Fepam em Porto Alegre. Igualmente foi professor no ensino superior, e na condição de escritor é membro fundador da Academia de Letras de Santa Cruz do Sul. Foi vereador, prefeito de Santa Cruz do Sul, secretário estadual do Meio Ambiente, de Relações Institucionais e chefe da Casa Civil do governo do Estado. Exerceu ainda a presidência da Fundação Zoobotânica. Como escritor, é autor de mais de uma dezena de livros, dentre eles, pela Editora Gazeta, os romances A alma morre antes, A menina que decorava túmulos e Cheguei, posso partir, este de 2019, além do ensaio Cinturão verde: e agora?.

Foto: DivulgaçãoWenzel: acesso facilitado para fazer pensar
Wenzel: acesso facilitado para fazer pensar
Foto: DivulgaçãoCapa do livro sobre a história da Fepam
Capa do livro sobre a história da Fepam