Solidariedade 06/02/2018 17h52 Atualizado às 17h52

Aos 6 anos, santa-cruzense precisa de tratamento que custa R$ 14 mil por mês

Marthina sofre de uma doença rara que afeta a produção de sangue e causa hemorragias. Uma caixa do medicamento custa R$ 1.866,00 e dura quatro dias

Foto: Reprodução

Vaquinha online foi criada para ajudar a menina
Vaquinha online foi criada para ajudar a menina

Com apenas 6 anos, a pequena Marthina Perreira Miranda já passa por dificuldades. Santa-cruzense, ela mora no Bairro Bom Jesus com o pai e a mãe. Após sofrer de meningite em junho do ano passado, a menina foi diagnosticada em setembro com aplasia medular, uma doença rara que afeta a produção de células sanguíneas na medula óssea, causando hemorragias pelo corpo. Com os altos custos do tratamento, a mãe da criança, Priscila Fernanda Perreira, de 26 anos, criou uma vaquinha online para tentar conseguir doações e arcar com os custos. 

Um dos remédios que Marthina precisa, o Revolade (eltrombopag), custa R$ 1.866,00 e dura apenas quatro dias. Somente com o remédio, o gasto mensal da família chega a R$ 14 mil por mês, sem contar os demais custos. A mãe leva Marthina semanalmente a Porto Alegre para que a menina possa fazer transfusões de plaquetas de sangue, medida necessária para evitar hemorragias. Além disso, também há gastos com exames, internações e alimentação.

Por sorte, na mesma época em que Marthina foi diagnosticada com a doença, há cerca de 5 meses, Priscila também descobriu que estava grávida. Ela, o marido e a filha aguardam a chegada de Helena - nome escolhido pela irmã - prevista para maio deste ano. As chances da medula do bebê ser compatível com a de Marthina são altas, o que possibilitaria um transplante. Mesmo assim, nos quatro meses até a chegada de Helena, a família se vê em uma situação insustentável para conseguir pagar o tratamento da filha mais velha, visto que a mãe não consegue mais dar conta de trabalhar fora de casa e cuidar de Marthina.

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A VAQUINHA ONLINE DE MARTHINA

 

Alana precisa de nova prótese

Outra vaquinha online para ajudar uma menina de Santa Cruz do Sul está aberta. Alana Araújo Camargo, de 12 anos, é portadora de deficiência visual e não enxerga do lado esquerdo. Ela nasceu com má formação congênita, usa prótese ocular desde bebê para estimular o crescimento da cavidade ocular. Para não atrofiar, a prótese deve ser trocada com frequência. A família já pediu ajuda para o Estado e está na fila de espera, mas, como a situação é urgente, aguardar pode ser um risco à visão de Alana. Por isso, o grupo de santa-cruzenses ‘Fazer o bem sem olhar a quem’ criou uma vaquinha para arrecadar a quantia de R$ 2 mil.

CLIQUE AQUI PARA AJUDAR ALANA