Nota oficial 15/04/2019 16h00 Atualizado às 16h40

Vanir alega que direito de defesa foi negado

Secretário ainda argumenta que espera por uma decisão imparcial

Depois da nota oficial divulgada pelo prefeito Telmo Kirst (PP) no início da tarde desta segunda-feira, 15, foi a vez do secretário municipal de Administração e Transparência, Vanir Ramos de Azevedo, se pronunciar sobre o processo de improbidade administrativa que o Ministério Público move contra eles no caso da suposta expulsão da vice-prefeita, Helena Hermany.

Na declaração, Vanir argumenta que teve o direito de defesa negado. "O ajuizamento da ação, caso o Poder Judiciário resolva levar adiante o referido processo, me permitirá o direito ao contraditório e ampla defesa, o que me foi negado até agora", acrescenta.

O secretário ainda finaliza dizendo que espera por uma decisão justa. "E ao final teremos a decisão de um juiz imparcial. A verdade prevalecerá."

LEIA MAIS: MP processa Telmo e Vanir por improbidade administrativa