Competição 24/04/2019 16h11 Atualizado às 18h20

Como foram as provas do Bombeiro de Ferro em Santa Cruz

A partir da atividade, foram selecionados os representantes do batalhão para a prova que ocorre no dia 4 de maio em Torres

Santa Cruz do Sul sediou na tarde desta quarta-feira, 24, a etapa regional da prova Bombeiro de Ferro. A competição é dividida em quatro etapas e envolve diversos obstáculos, com vários níveis de dificuldade que simulam o trabalho e as ocorrências do dia a dia do Corpo de Bombeiros.

De acordo com o sargento Filipe Martins da Cunha, em entrevista à Rádio Gazeta, o objetivo da atividade é estimular uma competição sadia entre os bombeiros militares e também promover um convívio entre eles. Ainda segundo ele, na etapa regional são premiados os três primeiros colocados de cada categoria - individual masculino e individual feminino - e as três equipes com melhor tempo.

“A competição desenvolvida no 6º Batalhão de Bombeiros Militares tem por finalidade selecionar os melhores competidores da nossa unidade, que irão representar o batalhão na prova que ocorre no dia 4 de maio em Torres”, explicou antes dos resultados.

A equipe que representará o batalhão no litoral norte é formada pelos soldados Alexandre Flores Ballin, Pedro Soares de Carvalho, Morgana Pires Koelzer Faller e Matheus do Amaral. A etapa estadual da prova Bombeiro de Ferro deve contar com a participação de 60 competidores que representarão todos os batalhões do Estado.


Fases da competição regional

Fase 1

Subida na torre:
é a simulação do atendimento de uma ocorrência em um prédio ou em algum lugar que exija o uso de escada. Nesse caso, o bombeiro precisa levar uma mangueira nas costas até o topo da torre e, chegando à parte superior, precisa puxar pelo lado de fora outra mangueira.

Fase 2

Entrada forçada: o bombeiro simula o arrombamento de uma porta ou a abertura de um acesso para efetuar um combate a incêndio ou o resgate de uma vítima. 

Fase 3 

Extinção de incêndio:
o bombeiro simula, entre cones, o deslocamento para a extinção de um incêndio e arrasta uma mangueira pressurizada por dez metros. Além disso, ao ultrapassar um obstáculo, ele simula um combate a incêndio.

Fase 4

Transporte de vítima: nessa fase, o bombeiro carrega um boneco de 70 quilos, simulando a localização de uma vítima e a necessidade de tirá-la do local. Nesse caso, é preciso que o bombeiro tenha alguns cuidados para fazer o transporte da pessoa, caso contrário, ele é penalizado. A prova se encerra quando o transporte da vítima é finalizado. 

 

Foto: Rafael Cunha
Foto: Rafael Cunha