Santa Cruz do sul 11/07/2019 22h42 Atualizado às 11h02

Deputado federal é aliado em favor da delegacia da Receita Federal

Parlamentar gaúcho Alceu Moreira diz que vai intervir junto ao governo federal com base nos argumentos da comunidade

Segue repercutindo a possível extinção da Delegacia da Receita Federal de Santa Cruz do Sul. Após o deputado federal Heitor Schuch (PSB) se posicionar contrário à medida, que pode transformar o ponto em agência, agora foi a vez de Alceu Moreira (MDB) se manifestar sobre a situação.

Em entrevista à Gazeta do Sul, o parlamentar gaúcho revelou que pretende intervir e levar argumentos aos órgãos federais para manter a unidade em Santa Cruz. “É uma decisão do governo federal, e como tal, nossa participação pode modificá-la”, enfatizou. “Se os contribuintes, os usuários e os empresários da cidade e da região nos derem argumentos robustos, claros e técnicos sobre os motivos para manter a unidade como delegacia, iremos levá-los à União”, disse o deputado federal à Gazeta.

Foto: Lula HelferMoreira: região tem potencial econômico
Moreira: região tem potencial econômico

 

Empresários, Prefeitura e a Gazeta Grupo de Comunicações lideram um movimento a favor da manutenção da unidade. A Associação Comercial e Industrial (ACI) de Santa Cruz inclusive enviou correspondência ao vice-presidente da República, General Hamilton Mourão, solicitando a intercedência dele na manutenção do ponto.

De acordo com Alceu Moreira, o potencial econômico de Santa Cruz pode ser um fator determinante para a manutenção. “É uma discussão que tem de ser feita principalmente em audiências junto à Receita Federal de Brasília e ao Ministério da Economia”, referiu. “O que pode interferir, e muito, na decisão é o fato de o município e a região serem polo de exportação. Diante disso, pretendo intervir para a manutenção da delegacia em Santa Cruz.”

LEIA MAIS: “É contrassenso”, diz Schuch sobre a mudança na Receita Federal

Prédio não garante a manutenção

A Delegacia da Receita Federal de Santa Cruz atende 69 municípios dos vales do Rio Pardo, Taquari e Caí e conta com um prédio novo em fase final de construção. Conforme Alceu Moreira, no entanto, a obra não será motivo para manter a unidade. “O espaço físico não intervém e não é determinante. O prédio pode ser utilizado por outro órgão federal se assim o governo quiser”, explica.

Se oficializado o decreto do governo federal que prevê redução de 20% nas funções ligadas ao Executivo, a unidade do município seria rebaixada para agência, o que ocasionaria a redução de diversos serviços oferecidos pelo órgão local. Se a mudança for efetivada, esses procedimentos passarão a ser gerenciados por delegacias especializadas da Receita Federal de todo o Estado.

LEIA MAIS: Extinção da Delegacia da Receita Federal pode afetar oferta de serviços

Segundo informações obtidas por Moreira, um argumento para aplicar a medida é que a maioria dos procedimentos pode ser realizada na internet. “Conforme o governo, temos agora pontos físicos desnecessários, visto que diversos procedimentos podem ser realizados online, não sendo necessário ir ao local. Eu penso diferente. Creio ser uma perda muito grande se a delegacia de Santa Cruz for transformada em agência”, ressaltou o parlamentar.