Passageiro que tem voo cancelado pode receber indenização

07/03/2018 14:43:29
Foto: Divulgação

É muito comum encontrar alguém que já teve um voo cancelado e teve uma série de transtornos por isso. O que nem todo mundo sabe é que o cancelamento de um voo pode gerar indenização para o passageiro. De acordo com os dados disponíveis no site da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) sobre voos domésticos e internacionais, foram registrados mais de 72 mil voos cancelados em 2017. Os motivos são variados: mau tempo, reparos inesperados na aeronave, entre outros.

Com esses números, a recomendação de ter uma troca de roupa extra na mala de mão e viajar com horários tranquilos nunca foi tão pertinente. No entanto, para quem viaja com frequência, com escalas e em horários de pico, ter um voo cancelado, reagendado ou mesmo atrasado é motivo de sufoco.


Meu voo foi cancelado, e agora?

Especialistas em direito do consumidor dizem que o passageiro pode buscar indenização para o caso de voo cancelado e que os juízes avaliam cada cenário. Podemos citar como exemplo a história real de um passageiro que, praticante assíduo de esportes e especializado em tênis de praia, foi classificado para o campeonato mundial de Beach Tennis 2017 que ocorreria em novembro em Aruba. Adivinhe só? Ele não contava com o cancelamento do seu voo que partiria da cidade do Rio de Janeiro para Bogotá, fazendo com que ele perdesse não só a conexão de Bogotá para Aruba, mas também o torneio. Este cliente recebeu uma indenização de mais de R$ 6 mil.

Se você teve um voo cancelado que originou uma série de problemas ou uma complicação grave, procure uma empresa que possa ajudá-lo no processo de indenização. É importante lembrar que a responsabilidades das companhias aéreas não se referem só pelo não embarque, mas também pela maneira como a contratada trata o cancelamento do voo e o auxílio aos passageiros. Já existe lei que exige que as empresas oferecam algum tipo de auxílio para o passageiro que não consegue embarcar, mas fique de olho nas condições dessa ajuda.


Ok, quero a indenização

Começe registrando todos os percalços do caminho. Tire fotos do painel de embarque no aeroporto, registre quando e como avisaram que o voo tinha sido cancelado, qual foi o auxílio oferecido e que o o cancelamento pode te gerar de prejuízo.

Recentemente, uma estudante de doutorado na Universidade SEK, em Santiago no Chile, teve a infelicidade de um voo cancelado perdendo reuniões e encontros marcados que eram importantes para a conclusão final dos seus estudos. A passageira não teve dúvidas e procurou ajuda para recorrer sobre o voo cancelado recebeu uma indenização de R$ 12 mil.

Peça também um requerimento da companhia aérea que atesta o cancelamento. É um documento simples e no balcão de atendimento você pode fazer a solicitação. Guarde seu bilhete de embarque antigo, o novo, em caso de terem transferido você para outro voo, e todos os registros de compromissos cancelados por conta do inesperado cancelamento.

Há empresas especialistas nesse serviço e que podem auxiliar no processo, bem como entender suas reais chances de ganho diante de um cancelamento de voo. O mais importante é não deixar seu direito para depois.

Postado por LUANA RODRIGUES- luana@gaz.com.br
Gazeta Grupo de Comunicações
Rua Ramiro Barcelos, 1206 | Santa Cruz do Sul - RS
(51) 3715-7800 | portal@gaz.com.br
Desenvolvido e Mantido por
Equipe de TI Gazeta Grupo de Comunicações