Ensino 10/07/2019 18h51 Atualizado às 20h21

Alunos de Santa Cruz exercem a cidadania em projeto de comunicação

Iniciativa conta com cerca de 20 estudantes do 1º ao 3º ano do ensino médio

Eles ainda cursam o ensino médio e muitos nem pensam em seguir profissões ligadas diretamente ao universo da comunicação. Mesmo assim, a prática do mercado de trabalho já é uma realidade para estudantes da Escola Estadual de Ensino Médio Ernesto Alves de Oliveira, de Santa Cruz do Sul, que, a partir do projeto Liga Estudantil de Comunicação (Lecom), estão atuando como cinegrafistas, jornalistas, relações públicas e designers, dando voz à comunidade local. A iniciativa é uma parceria da escola com a Revista Digital Outro Tom (OT), e é supervisionada pelo jornalista Paulo Garcia, que atua de forma voluntária no projeto.

Atualmente, participam da Lecom cerca de 20 alunos do 1º ao 3º ano do ensino médio. Durante encontros semanais, são produzidos vídeos com entrevistas sobre assuntos relevantes para a escola, como um minidocumentário sobre o aniversário de 63 anos da instituição. Também são realizadas oficinas de texto, produção de folhetos informativos, oficinas de fotografia e produção de conteúdo em redes sociais.

Comunicação comunitária

Por meio da Lecom, o aluno é o jornalista e a própria pauta. A diretora da Ernesto Alves, Janaína Venzon, aplica isso ao conceito de comunicação comunitária. “Aproximar a escola da comunidade é uma das vantagens dessa proposta. Isso permite uma socialização entre os estudantes, que criam vínculos com a escola e retratam a rotina deles mesmos e do ambiente onde estão inseridos”, resumiu.

O estudante do 2º ano Vitor Soares, 16 anos, conta sobre a experiência: “É gratificante trabalhar com comunicação na escola. Isso fez com que eu pensasse na possibilidade de prestar vestibular para o curso de Publicidade e Propaganda no próximo ano”, explicou. Sua colega, Alexia, também com 16 anos, acredita que o trabalho desenvolvido está sendo reconhecido por toda a comunidade escolar. “Nós cobrimos todos os eventos da escola e isso faz com que a informação seja levada a muitas pessoas”, resumiu.